segunda-feira, 8 de agosto de 2005

Sarabanda


Com quase noventa anos, Bergman realizou um dos seus melhores filmes. Sobre esta obra-prima cinematográfica, cito a opinião do crítico americano Roger Ebert: "It is about the way people persist in creating misery by placing the demands of their egos above the need for happiness - their own happiness, and that of those around them."

1 comentário:

Ananda disse...

Fui ver o filme assim que entrou no cinema e adorei. Para quem gosta dos outros filmes de Bergman, este é mais um a não perder.