domingo, 12 de agosto de 2007

Diamante de Sangue


Clique na imagem para aumentar as suas dimensões.

O facto dos objectos mais valiosos do mundo serem minerais é bem sintomático do pouco valor que damos à vida. Um colar de diamantes é inegavelmente um objecto muito belo. Mas pergunto-me quem de nós distinguiria um colar genuíno de uma imitação bem feita, mas barata. O tráfico de diamantes, assim como do marfim, tem sido responsável por grande parte do sangue que corre em África e que tem alimentado as cíclicas guerras civis que vão destruindo as novas nações africanas. Este filme é uma denúncia implacável e perturbadora desta situação. Desta e doutras situações como, por exemplo, a existência de centanas de milhares de "crianças-soldado" cuja infância é trocada por uma Kalashnikov ao ombro.
Leonardo DiCaprio tem neste filme (Blood Diamond) o papel da sua vida, ao interpretar um mercenário e traficante de diamantes rodesiano (Zimbawe) que descobre a sua dignidade pessoal no final da vida. Djimon Hounsou também está excelente no papel de um pescador africano a quem tudo é roubado. Filme a não perder, mas que nos faz perguntar muitas vezes que sentido tem viver num mundo assim. O final do filme, tão criticado por ser hollywoodesco, mostra-nos, no entanto, que tem todo o sentido.
Podem aqui ver o "trailer":



Se tiver dificuldade em ver ou ouvir, clique AQUI.

2 comentários:

Joana F. disse...

Eu adorei este filme. Embora julgue que o final é inverosímel, era o fim que eu queria, o único que faria sentido.

hfm disse...

Mais outro para ver. Este ano tenho falhado tantos...