terça-feira, 9 de junho de 2009

O primeiro...



Leibniz, filósofo alemão, inventou nos finais do século XVII a primeira máquina calculadora, protótipo dos actuais sistemas informáticos. Esta invenção valeu-lhe, na altura, em 1673, se não estou em erro, a sua admissão na Royal Society de Londres. Leibniz foi provavelmente a "última enciclopédia numa só cabeça", forma simpática para designar o seu génio e o seu conhecimento ilimitado. A meu ver, a sua obra só encontra paralelo nas de Leonardo, na Renascença, e de Avicena, na Idade Média. Será que me estarei a esquecer de alguém?
Btw, aqui vai um link para as lições de Deleuze sobre Leibniz (em francês).

2 comentários:

Marta disse...

Simplesmente fantástico.
Beijos

hfm disse...

Leibniz povoou a minha adolescência - Padre Manuel Antunes e um professor estrangeiro de que agora me não lembro o nome - e uma amiga minha que fez uma tese sobre ele... Obrigada por me avivar memórias.