segunda-feira, 9 de fevereiro de 2009

O Céu que nos protege


Clique na pintura para a ver em boas condições.
"Krishna e o Monte de Govardhan" c.1690 (British Museum)

Govardhan é actualmente uma cidade do Norte da Índia (Uttar Pradesh), conhecida pela sua devoção (bhakti) a Krishna. O mito que funda esse culto é particularmente interessante. Segundo a história, os habitantes de Govardhan faziam ritos sacrificiais ao deus dos Vedas, Indra. Esta divindade era uma das mais importantes dos textos védicos e simbolizava a fertilidade dos céus. Senhor dos raios, coriscos e das chuvas, Indra percorria os céus no seu carro lendário, protegendo e amaldiçoando segundo os seus caprichos. Indra é uma divindade que tem um claro paralelismo noutras divindades como Zeus, Júpiter, Baal, Wotan/Thor que dominaram o imaginário ocidental. Um dia, Krishna, ao ver o esforço que os habitantes de Govardhan faziam para agradar a Indra, disse-lhes que apenas se deveriam importar em cumprir o seu dharma (o seu dever, poder-se-ia dizer), deixando de lado as orações e os sacrifícios. E assim a população de Govardhan abandonou aqueles rituais. A fúria de Indra foi terrível ao sentir-se abandonado. Durante sete dias e sete noites fez cair um autêntico dilúvio como represália. Krishna então levantou com o seu dedo mindinho o monte em redor da cidade e assim protegeu as pessoas e os animais da fúria divina. Este mito é bem sugestivo, ao significar a constituição do Hinduísmo como religião para lá dos cultos rituais e sacrificiais da antiga religião védica. O cerne passava a estar agora na acção ética, como, aliás, é sublinhado por todas as religiões da chamada Era Axial. O termo "Govardhan" pode ter dois significados: "Go" significa "vacas" e enquanto "vardhana" designa "alimento" (não esquecer que para os indianos Krishna é um "bom vaqueiro"); mas "go" pode também significar "sentidos" e "vardhana", ampliação, o que implica a ideia que Krishna promove a ampliação dos sentidos da nossa alma.

2 comentários:

maísha disse...

acabo de entrar, ainda n li nada, queria só dizer que ESTÁ LINDO! :-)

hfm disse...

Venho, particularmente, deixar um abraço e um até... mais uma sazonal viagem.