sexta-feira, 7 de novembro de 2008

Histriónico



Pato-arlequim
Género: Histrionicus
Espécie: Histrionicus histrionicus

“Estou à espera do autocarro quando um jovem ao meu lado me diz: 'O nome do pato comum selvagem é Histrionicus histrionicus histrionicus'. Não há qualquer problema em relação ao sentido da frase que ele enunciou: o problema está antes em saber o que é que ele estava a fazer ao enunciá-la. Suponhamos que o jovem enuncia esta frase em intervalos aleatórios; isto poderia ser uma possível forma de loucura. Mas nós tornaríamos esta frase inteligível se uma das seguintes situações se revelasse verdadeira. Ele confundiu-me com uma pessoa que ontem se aproximou dele na biblioteca e lhe perguntou: 'por acaso, sabe o nome latino do pato comum selvagem?' Ou ele acabou de chegar de uma sessão com o seu psicoterapeuta que o incitou a acabar com a timidez falando com estranhos. 'Mas o que devo dizer?' 'Oh, qualquer coisa'. Ou ele é um espião soviético que tinha combinado um encontro e enunciava o estranho código que o identificaria perante o seu contacto. Em cada caso, o acto de enunciação torna-se inteligível quando se descobre o seu lugar numa narrativa.”
A.MacIntyre, After Virtue, A Study in Moral Theory, London, Duckworth, 1985,2ª edição, p.210

1 comentário:

Maísha disse...

espectacular