sexta-feira, 3 de outubro de 2008

Como tudo começou...


Clique na imagem para aumentar as suas dimensões.

Quadro de Kandinsky, intitulado Der Blaue Reiter (O Cavaleiro Azul) de 1903. Sobre o azul, diz-nos o pintor: "O azul profundo projecta o homem para o infinito, desperta-lhe o desejo de pureza e uma sede sobrenatural. (...) À medida que o azul ganha profundidade, acalma e torna-se apaziguador. Quando desliza para o preto, tinge-se de uma tristeza que excede o humano, semelhante a certos estados graves que não têm nem podem ter fim." (Do Espiritual na Arte). Com este quadro inicia-se o movimento com o mesmo nome, Blaue Reiter.

1 comentário:

Maísha disse...

lindo. um tempo em que os pintores também eram escritores!