domingo, 3 de abril de 2005


Acho que todos nós - eu, por exemplo, não sou católico - nos sentimos órfãos ontem à noite. Posted by Hello

4 comentários:

hfm disse...

Esta agnóstica tb acha o mesmo.

[-_-] disse...

Este agnóstico não se sentiu nada orfão. Se bem que acho que falei bastante do assunto e acho que ele fez um bom papado. Vamos a ver se há alguém que consiga dar seguimento.

PS- Blog interessante, não conhecia e vou voltar.

Anónimo disse...

Pois eu sou católico, que significa universal e não me senti nada órfão. Este Papa era um bom patife! Evangelizava, claro, mas para seu proveito e da sua tropa. E era mediático ou seja, sabia enrolar os papalvos.
Órfão sente-se uma pessoa quando lhe morre um ascendente amado.
O resto é feduncice. Haja juízo.

[-_-] disse...

Uma igreja não evangeliza apenas para seu proveito?
Quanto ao facto de ser mediático parece-me mais uma vantagem. Não deverá um líder, seja ele político, religioso ou outro, saber usar os media como um instrumento a seu favor?