segunda-feira, 23 de julho de 2007

Paraíso


Se tiverem dificuldades em ver ou ouvir, cliquem AQUI

Ainda recentemente fiz referência à falta de imaginação humana na representação do Paraíso. Ora a companhia de dança fundada por José Montalvo e Dominique Hervieu em França, conhecida como "Montalvo-Hervieu", criou há dez anos uma das coreografias mais interessantes sobre o idílio da nossa alma. Esta obra chama-se precisamente "Paradis" e o seu êxito tornou esta companhia num dos pontos de referência da dança contemporânea. Podem ver aqui, numa gravação que deixa muito a desejar, o início da obra.

Nota importante: hoje, pelas 12:45, podem ver no Canal Mezzo a dança "Babelle Heureuse" desta companhia.

2 comentários:

Marta disse...

No dia 29 de Setembro do ano passado fui ao Centro Cultural Olga Cadaval ver dança contemporânea.
Acho que aprendi a gostar...

Dois.
Um espectáculo de dois intérpretes, pensado a partir da ideia de Romeu e Julieta.
Encontros e desencontros, o momento em que se conhecem formando entre eles um labirinto, os sons, as cores, as fotografias…

Um bailado de dois corpos que transparecem sentimentos.
A harmonia entre dois, os gestos, as mãos. Não foi preciso uma só palavra. Um amor impossível.

______________

Gostei igualmente deste bocadinho que partilhas aqui connosco.
Obrigado.

_______________

Aproveito também para dizer que gostei do novo look. Está mais "fresco".

Bjs

Maísha disse...

lindo de morrer :-)