segunda-feira, 3 de janeiro de 2005

A Ecologia e a Civilização de Cimento


Fotografia tirada recentemente em Goa (Dezembro de 2004) por Filipe Távora. Aldo Leopold é o "pai da ética ambiental", autor de uma das obras fundamentais do século XX, Sand County Almanac. Era caçador desportivo e, um dia, ao matar uma loba, apercebeu-se do olhar desta última antes de morrer. O choque desta experiência, que não se deixa traduzir em palavras, fê-lo reconsiderar toda a sua vida, passando a defender uma ética centrada no valor intrínseco dos ecossistemas. Assim nasceu realmente, na cultura ocidental, a ecologia...A catástrofe de 26 de Dezembro - talvez a primeira catástrofe natural a ser "vivida globalmente" - vai ter certamente consequências na nossa relação com a Natureza. Duas hipóteses se levantam: a primeira consistirá em refugiarmo-nos, cada vez mais, em "bunkers de cimento", acelerando o ritmo da criação de uma "civilização urbana planetária"; a segunda, pelo contrário, procurará corrigir os efeitos nocivos da intervenção humana (aquecimento global; exploração desenfreada do petróleo) que estão a ter repercussões nefastas nos frágeis equilíbrios da crosta terrestre. Receio que seja a primeira hipótese a triunfar... se há algo que mais receamos é a nossa mãe-natureza, pois ela está sempre a lembrar-nos que, afinal, somos mortais. Posted by Hello

1 comentário:

cb disse...

sabonia numa de ong