sábado, 8 de janeiro de 2005

O Terceiro Mandamento

Quem não fica triste quando o Terceiro "Mandamento" (Instrução; Palavra) é posto em causa com a finalidade de se justificar determinada causa social ou política? Esta história é exemplar...

Recentemente, uma célebre animadora de rádio dos EUA afirmou que a homossexualidade era uma perversão: "É o que diz a Bíblia no livro do Levítico, capítulo 18, versículo 22: "Tu não te deitarás com um homem como te deitarias com uma mulher: seria uma abominação" - "A Bíblia refere assim a questão. Ponto final", afirmou ela.
Alguns dias mais tarde, um ouvinte dirigiu-lhe uma carta aberta que dizia:
« Obrigado por colocar tanto fervor na educação das pessoas pela Lei de Deus. Aprendo muito ouvindo o seu programa e procuro que as pessoas à minha volta a escutem também. No entanto, eu preciso de alguns conselhos quanto a outras leis bíblicas.
Por exemplo, eu gostaria de vender a minha filha como serva, tal como nos é indicado no Livro do Êxodo, capítulo 21, versículo 7. Na sua opinião, qual seria o melhor preço?
O Levítico também, no capítulo 25, versículo 44, ensina que posso possuir escravos, homens ou mulheres, na condição que eles sejam comprados em nações vizinhas. Um amigo meu afirma que isto é aplicável aos mexicanos, mas não aos canadianos. Poderia a senhora esclarecer-me sobre este ponto? Por que é que eu não posso possuir escravos canadianos?
Tenho um vizinho que trabalha ao Sábado. O Livro dos Números, capítulo 15, versículo 36, diz claramente que ele deve ser condenado à morte. Sou obrigado a matá-lo eu mesmo? Poderia a senhora sossegar-me de alguma forma neste tipo de situação constrangedora?
Outra coisa: o Levítico, capítulo 21, versículo 18, diz que não podemos aproximar-nos do altar de Deus se tivermos problemas de visão. Eu preciso de óculos para ler. A minha acuidade visual teria de ser de 100%? Seria possível rever esta exigência no sentido de baixarem o limite?
Um último conselho. O meu tio não respeita o que diz o Levítico, capítulo 19, versículo 19, plantando dois tipos de culturas diferentes no mesmo campo, da mesma forma que a sua esposa usa roupas feitas de diferentes tecidos: algodão e polyester. Além disso, ele passa os seus dias a maldizer e a blasfemar. Será necessário ir até ao fim do processo embaraçoso que é reunir todos os habitantes da aldeia para lapidar o meu tio e a minha tia, como prescrito no Levítico, capítulo 24, versículos 10 a 16? Não se poderia antes queimá-los vivos após uma simples reunião familiar privada, como se faz com aqueles que dormem com parentes próximos, tal como aparece indicado nesse livro sagrado, capítulo 20, versículo 14?
Confio plenamente na sua ajuda."

2 comentários:

MRF disse...

Este post tinha-me "escapado nas visitas anteriores". Excelente!

Anónimo disse...

O primeiro passo é reconhecer quem é você diante de Deus. Se Ele é o criador, onde você estava quando Ele criou o universo. Acho que em termos de conhecimento não dá para competir, não é verdade!?!?! E se Deus é Deus ele é perfeito, se não, Ele não é Deus, correto?!?! E de uma coisa é certa Ele é justo e agrada de justiça (leia Jeremias 9:23-24). Jesus veio para cumprir a lei. Ele vei para amar aqueles que eu e você não fomos capazes de amar. E se você ama mesmo, tente dar a sua vida para seu inimigo. Eu era inimigo de Deus, mas agora eu sei que Jesus morreu para mim. E Ele morreu por você também.